Sexta etapa da Fórmula Truck devolve a categoria à pista que marcou início de sua história em abril de 1995, Cascavel sedia etapa

Renato Martins e Felipe Giaffone

Qualquer abordagem histórica da Fórmula Truck passa obrigatoriamente pelo Autódromo Internacional de Cascavel. Foi no circuito paranaense, em abril de 1995, que a categoria teve a primeira das quatro corridas de demonstração que conduziram-na ao processo de homologação pela Confederação Brasileira de Automobilismo, para que integrasse o calendário do esporte brasileiro já em 1996, colocando em disputa um título oficial.

A temporada 2013 é a 18ª da Fórmula Truck como série automobilística oficial. E a próxima etapa, marcada para 4 de agosto, vai perfazer um número redondo em sua volta a Cascavel. Remodelado em 2012, quando foi batizado com o nome de seu fundador Zilmar Beux, o autódromo receberá uma etapa da competição dos caminhões pela décima vez. A corrida valerá como sexta das dez etapas que compõem o Campeonato Brasileiro.

Depois de sediar a primeira das quatro provas de exibição realizadas em 1995, o traçado de 3.032 metros do autódromo cascavelense só voltaria a ter uma corrida da Fórmula Truck em 1999. Foram seis anos seguidos figurando no calendário da competição. Depois de um ano ausente, em 2005, sediou as etapas de 2006 e 2007, a partir de quando iniciou-se um hiato de mais de cinco anos sem que a categoria tivesse uma corrida na cidade.

A reestruturação promovida no autódromo no ano passado, que incluiu alargamento da pista e construção de novas instalações de boxes, determinou a reinclusão da cidade no calendário. A presidente da Fórmula Truck, Neusa Navarro, esteve na cidade dois meses antes do evento e, depois de uma rápida vistoria às obras que transcorriam em ritmo acelerado, confirmou a pista de Cascavel, agora com 3.052 metros, como sede da sexta etapa.

O paulista Renato Martins, que em 2013 abdicou da vaga no grid para se dedicar ao gerenciamento da equipe RM Motors-MAN Latin America, é o recordista de vitórias na Fórmula Truck em Cascavel, onde obteve três de suas 27 vitórias na categoria, nos anos de 2001, 2003 e 2006. O paranaense Wellington Cirino foi quem mais conquistou poles nas etapas cascavelenses, comandando o grid nas edições de 2001, 2002 e 2004.

TODAS AS POLES E VITÓRIAS DO GP DE CASCAVEL

12 de dezembro de 1999
Pole: Osvaldo Drugovich Júnior (PR/Scania); vitória: Osvaldo Drugovich Júnior (PR/Scania)

9 de julho de 2000
Pole: Djalma Fogaça (SP/Ford); vitória: Jorge Fleck (RS/Volvo)

16 de setembro de 2001
Pole: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz); vitória: Renato Martins (SP/Volkswagen)

14 de julho de 2002
Pole: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz); vitória: Renato Martins (SP/Volkswagen)

18 de maio de 2003
Pole: Djalma Fogaça (SP/Ford); vitória: Djalma Fogaça (SP/Ford)

19 de setembro de 2004
Pole: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz); vitória: Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz)

17 de setembro de 2006
Pole: Renato Martins (SP/Volkswagen); vitória: Renato Martins (SP/Volkswagen)

11 de março de 2007
Pole: Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz); vitória: Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz)

5 de agosto de 2012
Pole: Beto Monteiro (PE/Iveco); vitória: Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz)

___________________________________________
Texto: Grelak Comunicação
Foto: Orlei Siva